03/11/2012

Tentando a sorte

6175481117_28dbf57aa9_large


Lembrei do que eu ia te falar, na verdade, nunca esqueci, só não sabia se devia contar. Me sinto a idiota até hoje por ter dito aquelas palavras, mesmo que foram chorando. Nunca devia ter dito aquilo. Não pra você. Te confesso que fui egoísta e não pensei em você no momento em que eu declarei o "fim". Pois bem, depois de meses e muitas noites em claro pensando em como nosso futuro poderia ter sido diferente, chego a uma conclusão. Preciso de você de novo pra mim.

Meu jeito tolo de fazer as coisas darem errado por uma vez, uma só vez, deu certo e como deu. Foi me atrapalhando e te fazendo rir sem pensar duas vezes que acabei te conquistando. Awn, minha parte preferida da história. 

Dizem que quando a gente ama pela primeira vez, o cara pra sempre nos fará pensar que ele sim é o tal do príncipe encantado. Talvez sim, talvez não. Queria voltar a conviver contigo todos os dias, sair por ai e falar: "Gente, esse é o meu namorado!"

Um ano se passou, você lá e eu cá. Mesmo mantendo contato me sinto distante. Sou confusa sobre tudo, tanto que nem sei se esse texto vai trazer algum benefício pra nós dois. Por quê? Porque eu não faço mais a mínima ideia do que você tem em mente, pra falar a verdade, deixei de te conhecer à muito tempo.

Continuei me "escondendo" por medo. Medo de que você tenha outra em pensamento. Penso mil e umas coisas que podem acontecer e me fazer se afastar mais ainda de você. Arg, como eu odeio aquelas anônimas do ask. Por mais que a gente ache graça delas, por mais que eu diga que não me importo, me dá muita raiva tudo isso, quer dizer, ciúmes que por sinal tenho de sobra. Sabe, é difícil dar conselhos pra uma estranha que quer ficar com quem eu amo. 

Sempre gostei do jeito que me tratava, de como me olhava, de como se importava não só comigo mas com nós. Quando me pega de surpresa mandando um sms antes de dormir ou perguntando como ta sendo meu dia, fico nervosa e ponho logo um sorriso no rosto, é cara, te respondo com todo gosto. Nossa, é tão bom amar alguém ao ponto de doer.

Não pense que sou louca por desperdiçar o que eu tinha e depois voltar arrependida. Sou dessas, mas não por opção. Só aconteceu.

Uma fonte de inspiração minha uma vez disse: "O não você já tem, por quê não tentar o sim?". E acho que é exatamente isso, não custa nada tentar a sorte mais uma vez.

Todos os dias você puxa assunto. Eu falo sobre tudo mas não digo nada. Nada que eu quero e que preciso.  Isso me faz se sentir um pouquinho egoísta de novo ; e tímida ; e tola ; e tudo. Desculpa, mas é como dizem, ou ama por completo ou... ou... Ah! Tem que amar e pronto, tô me declarando mais uma vez pra você,  sei que errei mas mereço pelo menos um "gosto muito de você" , né?! Não, não é.


4 comentários:

  1. Oi =)
    Tudo bom??

    Adorei seu bloguito, muito lindo e com conteúdos incríveis! E é claro que já estou seguindo!

    Ficaria muito feliz se pudesse visitar o meu também! Tenha uma linda noite!!

    Beijocas,
    www.samifobia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi sami! eu já sou leitora do seu faz um tempinho ^^ bjs

      Excluir
  2. Sei lá, eu penso que quando estamos numa situação como essa descrita no texto temos duas opções: Vivemos logo tudo que temos pra "tentar viver" com essa pessoa ou fechamos esse capitulo na nossas vidas e seguimos em frente, por mais duro que possa parecer, é melhor do que ficar no muro, o tempo passar e perceber que n fizemos nada...

    ResponderExcluir

Obrigada por dar sua opinião!